Fernando Pessoa · Cartas de amor de Fernando Pessoa (2010)



“Adeus, amorzinho, faz o possível por gostares de mim a valer, por sentires os meus sofrimentos, por desejares o meu bem-estar; faz, ao menos, por o fingires bem.”
~ 1920

*